quinta-feira, outubro 13, 2011

Qual Seu Número?


What’s Your Number?
Mark Mylod
EUA, 2011
106 min.

Ally (Anna Faris) está prestes a pular um muro para invadir uma festa de casamento. Antes disso, correu por toda cidade dentro de um enfeitado vestido rosa. Tudo isso apenas para falar com seu vizinho de apartamento. Mas antes de pular o muro, depois de finalmente encontrar a festa em que ele estava, para por um instante e diz: “como sou burra, bastava ter ido para casa e esperado ele voltar”.

Essa deliciosa desconstrução do ridículo é um dos muitos momentos espirituosos de Qual Seu Número?, divertida comédia romântica que estreia na próxima sexta (15); um filme que, apesar das fraquezas típicas do gênero, consegue provar que tem personalidade.

Ally tem quase 30 anos e já dormiu com muitos caras, mas nunca chegou perto do casamento. Um dia, depois de perder o emprego, lê numa revista que um estudo mostra que a média de homens com que uma mulher americana tem relações antes do casamento é de 10,5 e as que passam de 20 acabam não se casando. Em outras palavras, se depois de dormir com 20 homens você não encontrou o cara certo, não vai mais encontrar.

Depois de fazer as contas, Ally ela descobre que já dormiu com 19 sujeitos. Promete então que o próximo com quem dormir será o cara certo, com quem irá se casar. Esse é o momento que o roteiro surpreende. O que poderia ser um monótono e previsível filme sobre a procura do cara ideal, em poucos minutos se desmonta, quando na mesma noite da promessa, sob efeito de muita tequila, Ally dorme com o vigésimo. Um cara que, definitivamente, não é o cara certo.

Mas essa rápida virada que salva o roteiro, também o leva para a beira do abismo do quase nonsense. Para não passar do número maldito, Ally decide que talvez seu cara certo tenha passado e ela não tenha percebido. Resolve então procurar todos seus ex-namorados, na esperança de que seu cara certo esteja solteiro, disponível e, claro, bem sucedido. Com isso também evitaria passar de 20 o número de caras diferentes quem já transou.

É quando pede ajuda a seu vizinho. Collin (Chris Evans) é solteiro, bonito e acorda a cada dia com uma mulher diferente em sua cama. Sem conseguir controlar o irresistível desejo de dormir com toda mulher bonita que conhece, vive toda manhã o desconforto de não saber como se livrar da estranha com quem acorda. Combina com Ally uma troca: ela deixa que ele se esconda em seu apartamento e ele, que domina as ferramentas da internet, a ajuda a descobrir o paradeiro dos ex namorados.

É da química entre os dois atores que sai boa parte da graça do filme. Ambos revelam um carisma cativante; seja na cafajestagem de Collin, seja na insanidade de Ally.

São esses detalhes, somados ao bom ritmo da narrativa que não deixa o filme cair na monotonia, que fazem de Qual Seu Número? uma comédia romântica acima da média. Se a inverossimilhança da "caçada" obsessiva e sem fundamento de Ally pode parecer muito grande, a mudança do foco subjetivo do filme salva-o do ridículo pelo que trás de entrelinha.

O filme começa como uma alegoria dos tempos de solidão que vivemos hoje. A carência universal e a necessidade de chegar ao casamento parece ser uma das obsessões de nossos dias. Esse enfoque do filme passa pela preparação do casamento da irmã de Ally e a mitologia que isso traz do universo feminino. Mas antes do fim, essa “entrelinha” muda de foco. É quando o filme revela a necessidade de sermos quem somos e de não dar a nossas vidas rumos que servem muito mais para atender as expectativas alheias (família e amigos) do que nossas próprias.

Sem cair em armadilhas de roteiro formatado e previsível, ousando nas curvas da narrativa e com uma dupla que funciona muito bem, o filme se torna uma inesperada boa opção de comédia romântica.
--

3 comentários:

Assistir Filmes Online disse...

Muito bom.

Ligia Gomes disse...

Excelente filme, super recomendo! ;)

Ligia Gomes disse...

Excelente filme, super recomendo! ;)

 

Eu, Cinema Copyright © 2011 -- Powered by Blogger